Make your own free website on Tripod.com

TURNO

 

 

 

Há de se dizer que fora uma copa e tanto …
Emoções já começam com a guerra verbal antecipada de Cadínia e Edínia, favoritas do grupo A, ambas já consagradas campeãs da copa danélia, respectivamente, da última edição e da primeira. A Cadínia, atual campeã e finalista das três últimas edições da copa, fez uma bela campanha. 21 pontos em 8 jogos. Teve o melhor ataque da primeira fase(24 gols) e o melhor saldo de gols(17). Porém, a emocionante guerra entre Cadínia e Edínia fez com que essa última terminasse exatamante com a mesma pontuação, 21 pontos. Ao terminar o primeiro turno, inclusive, era a Edínia que liderava o grupo. Tal equipe teve a melhor defesa da primeira fase(5 gols).
Em apenas 8 jogos, essas duas equipes conseguiram abrir 20 pontos do último colocado, a Rodênia. Tal equipe, fez um ponto no primeiro jogo, e só. Não venceu nenhuma partida, teve o pior ataque(junto com Alinor, 6 gols) e a pior defesa(22 gols). Claro, também o pior saldo de Gols(-16). Não deixa de ser interessante mencionar que a Cadínia goleou por 5x2 a Rodênia no turno, e depois, no returno, em casa, com espírito de vingança, a Rodênia teve de amargar nova goleada 1X6 para a Cadínia. Aqui no grupo A, o segundo colocado ficou 5 pontos na frente do primeiro colocado do grupo B.


O Grupo B reunia a campeã da edição de 1901, Nedova, e o vice do ano seguinte, Espresil. Das duas equipes, Nedova decepcionou; ficou em penúltimo no grupo B. Espresil, mantendo a tradição da camisa, liderou o grupo. E manteve-se invicto na fase inicial. As ilhas Rusi acompanharam Espresil nas quarta-de-final.

Quanto ao badalado grupo C, reunia o centro das atenções, o tri-campeão (1902-4) Sandre. Tinha também a Lusávia, vice-campeã das duas primeiras edições. Mas a Lusávia decepcionou e ficou na última posição. Sandre, porém, dominou o grupo sem grandes preocupações. Já virou de turno com 4 pontos de vantagem sobre o segundo(então a Hurália). Da sua campanha, destaca-se o fato de estar invicta, assim como Espresil. A Serália, de forma nada suave, no aperto dos seus 10 pontos, passou também à fase seguinte.

O grupo D era mais inchado, o que matematicamente diminuiu as chances de cada equipe. Mesmo tendo 2 jogos a mais que os dos outros grupos, Odese conseguiu não vencer nenhum. Norênia e Pinéria passaram adiante.

Nas quartas-de-final, cada jogo era uma festa para alguns países.
A Pinéria teve o azar de pegar pela frente a forte Cadínia, e não venceu nada, nem aqui, nem lá.
Espresil e Serália empataram na Serália, daí, era só administrar em Espresil, que o gols sairiam. A Serália, de fato, não era páreo para Espresil.
De Ilhas Rusi e Sandre esperava-se um desfecho igual, mas com resultados diferentes. Os ilhéus lembram com carinho do dia que Sandre só passou nos pênaltis, sem vencer nenhum dos dois jogos da valente equipe.
A Edínia encontrou um rival a altura nesta fase, mas parecia que seu rival era maior. Perdeu os dois jogos para a Norênia, e não conseguiu marcar nenhum gol.

A emoção já corria por todas as partes, quando todos os líderes da primeira fase se encontravam nas semi-finais. Espresil e Cadínia se digladiaram. A reedição da última final. Desde 1902 que um dos dois sempre figurava na final. Imaginem a decepção nacional quando a Cadínia, atual campeã, perdeu o primeiro jogo, em casa, para o Espresil, de 2x3! Mas ainda havia outro jogo, e este, a Cadínia venceu de 0x1. Pênaltis, Espresil 3x4 Cadínia. Cadínia está na final, a sua quarta(e consecutiva), em sete edições.
Norênia e Sandre aparentemente definiram seus destinos já no primeiro jogo. Sandre esmagou o adversário, 4x1. Daria pra reagir em casa? Não! Num jogo altamente técnico e tático, o resultado foi 0x0.

Sandre, a temível equipe, estava novamente na final. Nunca fora vice-campeã, mas ficara fora da última festa. A forte Cadínia parecia disposta a mudar a sorte de 1903 e 1904, quando perdeu para Sandre os títulos. Mas a sorte pareceu escapar-lhe pelas mãos quando empatou sem gols, em casa.
Num jogo eletrizante, a Cadínia faria, fora de casa, 2 gols, mas tomaria 3. Sandre torna-se tetra-campeão. Isso em apenas 7 edições.

 
Você conhece os numaiorianos? Clique abaixo para conhecê-los . . . ..

Saiba mais sobre os Silvos e Dornas, visite a enciclopedia de Númaior, leia a história do Meirol e a pedra Sácer.

Outros Links: Thiaulfo (Thiago Visctorino), Cybercenter.